BMW S 1000 XR 2016 3


BMW S 1000 XR 2016

Para os aficionados por motociclismo, o ideal é ter uma motocicleta específica para cada tipo de uso, uma só para pista, uma para viagens, outra para o dia a dia e assim por diante. Porém não interessa a razão, em diversos casos a pessoa opta por uma única motocicleta.
Já a alguns anos os fabricantes tem lançado motocicletas multiuso, que em alguns casos são motocicletas que não agradam em nenhum dos propósitos para os quais foram fabricadas.
A BMW S 1000 XR é o mais novo lançamento da fábrica alemã com a finalidade multiuso, e depois de testá-la dá para perceber que fizeram um ótimo trabalho. Ela é derivada da BMW S 1000 R, com o mesmo motor de quatro cilindros e 160HP.
É uma motocicleta que você pode usá-la no dia a dia com bom conforto, o motor não transfere muito calor para o corpo mesmo no transito pesado, é confortável para viagens, vem equipada com Cruise control, aquecimento de manoplas, suporte para as malas (opcionais), suporte de GPS, cavalete central e para-brisa regulável em duas posições fornecendo boa proteção de vento, além disso ela se presta para um track day, vem com o Shift assistant que permite a mudança de marcha para cima e para baixo (redução) sem o uso da embreagem, suspensões semi ativas onde as válvulas de compressão e retorno (ESA) que alteram a regulagem em dez milissegundos de acordo com as imperfeições do asfalto, rodas com as mesmas medidas das rodas da BMW S 1000 RR, permitindo assim colocar pneus de competição, e para finalizar vem equipada com o lap timer.
Ela vem com uma eletrônica embarcada enorme, ASC (Automatic Stability Control), ABS (Anti-lock brake system), DTC (Dynamic Tracrion Control) e ESA (Eletronic Suspension Adjustment), entre outros itens.
O ASC é o anjo da guarda, ele faz a leitura entre a velocidade da roda dianteira e traseira, quando a velocidade da roda dianteira é menor que a da roda traseira ele entra em ação e altera aceleração, sensibilidade do ABS e o DTC, tudo isso para ajudar o piloto controlar a moto. O Freio ABS é semi conjugado, ao frear com o manete ele freia a roda dianteira e a traseira, ao frear com o pedal, só freia a roda traseira. O DTC controla a escorregada da roda traseira, lê a diferença de velocidade da roda dianteira e da traseira e atua. Em cada modo de condução Rain, Road, Dynamic e Dynamic Pro, a atuação dos recursos atuam de acordo com o modo de condução. Por exemplo, no modo Rain o ABS, o DTC, o ASC atuam mais cedo e no modo Dynamic Pro atuam bem mais tarde, permitindo escorregar mais com a roda traseira, o ABS entra mais tarde e assim por diante. Para pilotar em pista ou fazer malabarismo ainda há a possibilidade de desligar tudo, ABS, ASC e DTC.
As BMW tem umas características que gosto muito, são muito boas de ciclística e o piloto senta dentro da moto e não em cima. Com a XR não é diferente. Logo ao ligar o motor percebe-se que se trata de uma esportiva disfarçada. As opções de regulagens dos amortecedores e modo de condução são bem menores que as da RR facilitando a vida do proprietário, ou pelo menos daqueles que não lêem manual (a maioria). A pré-carga da mola é feita eletronicamente com a moto parada e o motor ligado. Ao clicar no botão que hoje vem com o símbolo de um amortecedor, temos três opções de pré-carga, um capacete (só piloto), um capacete e uma mala (piloto com bagagem) e dois capacetes (piloto, bagagem e garupa). Logicamente isto é um parâmetro, nada impede de você usar uma regulagem diferente mesmo estando só, no final da matéria vou dar umas dicas. Os modos de condução (com o plug in instalado) são quatro. Rain, Road, Dynamic e Dynamic Pro. E as regulagens das válvulas de compressão e retorno são só duas, Road e Dynamic. O lap timer fornece uma série de informações além do tempo de volta. Com a moto em movimento é só dar um clic no botão com o desenho do amortecedor para aparecer o marcador, daí é só dar um clic no pisca de farol alto que o cronômetro dispara. A cada volta na pista é só ir clicando no pisca de alto que a nova volta começa a ser cronometrada. Para parar o cronômetro pressionar o botão do trip. Vou fazer um relato completo do lap timer quando tiver oportunidade de andar na pista novamente.
A estrada com curvas é onde podemos desfrutar melhor a XR. Tanto nas rodovias com curvas mais longas como nas curvas mais fechadas das estradas de montanha o prazer é enorme. Como nossas estradas tem muita ondulação, a XR pode assustar se não estiver com a regulagem de suspensão adequada. Vou explicar, entrei numa curva e tinha ondulações, a motocicleta balançou de uma maneira desagradável porque achei que iria perder a frente. A regulagem que estava usando era: pré-carga, um capacete; modo de condução, Road e regulagem das válvulas de compressão e retorno, Road. Fiz a seguinte alteração para começar a sentir as reações da XR: alterei apenas o modo de condução para Dynamic com a regulagem das válvula de compressão e retorno também no Dynamic. A mudança de comportamento foi imediata. Ela parou de torcer e senti uma segurança na frente que me deixou à vontade. A partir daí fiz diversos experimentos como, modo de condução no Dynamic Pro, pré-carga com um capacete e mala, enfim fiz o mesmo percurso várias vezes alternando as regulagens.
Depois de testar diversas configurações minha sugestão é a seguinte:
Em estrada usar modo de condução no Dynamic ou Dynamic Pro, as válvulas no Dynamic e a pré-carga um capacete ou um capacete e mala. O modo Road com as válvulas também no Road, só aconselho usar na cidade ou quando estiver a velocidade muito reduzida.

Ficha técnica
Motor
Tipo 4 cilindros em linha, 4 tempos, 16 válvulas com duplo comando, refrigeração mista (líquido e óleo)
Diâmetro / curso 80 mm x 49,7 mm
Cilindrada 999 ccm
Potência máxima 160 hp a 11.000 rpm
Torque máximo (Nm)/RPM 112 Nm a 9.250 rpm
Taxa de compressão 12.0 : 1
Preparação do combustível / gestão do motor Injeção eletrônica
Catalisador –
Desempenho / Consumo de Combustível
Velocidade máxima –
Consumo (90 km/h) –
Consumo (120 km/h) –
Combustível Gasolina
Alternador / Autonomia
Alternador / Autonomia 486 W
Bateria Selada, 12 V / 8 Ah
Transmissão
Embreagem Multidisco em banho de óleo, deslizante, operada mecanicamente
Câmbio 6 marchas
Transmissão Corrente
Ciclística / freios
Quadro Tipo Diamond Frame em alumínio. Motor parcialmente integrado ao chassi
Suspensão dianteira Garfo telescópico invertido
Suspensão traseira Balança traseira em alumínio
Curso da suspensão dianteira / traseira 150 mm / 140 mm
Distância entre eixos 1,548 mm
Trail 117 mm
Ângulo da coluna de direção 64,5°
Rodas Alumínio
Roda dianteira 3.50 x 17″
Roda traseira 6.00 x 17″
Pneu dianteiro 120/70 ZR 17
Pneu traseiro 190/55 ZR 17
Freio dianteiro Disco duplo de 320 mm com pinças flutuantes de 2 pistões / BMW Motorrad ABS
Freio traseiro Disco de 265 mm com pinça flutuante de 2 pistões / BMW Motorrad ABS
ABS BMW Motorrad ABS
Dimensões / pesos
Comprimento (mm) 2.183 mm
Largura (mm) 940 mm
Altura (mm) 1408 mm
Altura do banco (mm) 840 mm
Curvatura das Pernas 1.894 mm
Peso em ordem de marcha 1) 228 kg
Peso seca 2) –
Peso total permitido 434 kg
Carga útil (com equipamento de série) 206 kg
Capacidade do tanque de combustível 20 litros
Reserva Aprox. 4 litros
Os dados técnicos referem-se ao peso sem carga (DIN)
1) De acordo com as normas 93/93/EWG com todos os meios de funcionamento e o depósito cheio com, pelo menos, 90% da sua capacidade útil.
2) Peso sem carga e a seco


Gostei(0) Não Gostei(0)

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 thoughts on “BMW S 1000 XR 2016