Pneus-Temperatura e Pressão 2


Pneus-temperatura e pressão

O repórter da motogp Dylan Gray fez uma explanação muito interessante sobre a temperatura ideal dos pneus usados na motogp.
Já escrevemos em matérias anteriores que para os pneus aderirem bem, precisam estar aquecidos. Os pneus de corrida são aquecidos nos boxes a uma temperatura de noventa graus centígrados, com aqueles cobertores elétricos que vemos na televisão, por exemplo. Durante a corrida o pneu dianteiro pode chegar a cem graus centígrados e o traseiro pode ultrapassar os cento e vinte graus centígrados. Ou seja, entre noventa e cem graus centígrados temos a temperatura ideai para que os pneus tenham a maior aderência possível durante a corrida. Ultrapassar estas temperaturas vão fazer com que os pneus se deteriorem rapidamente e as vezes podem desintegrar. Temperaturas muito abaixo do mencionado, faz com que a moto perca a aderência. Agora, como se chega na temperatura ideai, já que existem variáveis como temperatura do asfalto, peso do conjunto piloto e moto e acerto das suspensões?
É através da pressão dos pneus que se chega na temperatura desejada. A pressão padrão usada nos pneus de competição é 29psi na roda dianteira e entre 25psi e 28psi na roda traseira. Quanto mais baixa for a pressão, mais o pneu vai aquecer porque ele torce mais, além de aumentar a área de contato lateral, e quanto mais alta for a pressão, menos o pneu vai aquecer e menor vai ser a área de contato latera. Comparando com a pressão utilizada nas motos de rua dá para perceber a grande diferença. Porém é importante saber que a temperatura dos pneus e consequentemente a calibragem é fundamental para uma melhor dirigibilidade e segurança (leia outras matérias a respeito, aqui no Riding Skills).
Em se tratando dos pneus radiais sem câmara das motos de grande cilindrada a pressão recomendada em geral é 36psi na frente e 38 a 42psi na traseira, dependendo da carga, garupa, bagagem, etc.
Para andar só e sem bagagem recomendo 36psi na frente e 38psi atrás.


Tenho visto pessoas usando a pressão bem acima disso para tentar evitar de amassar as rodas nos buracos das nossas ruas e estradas, inclusive desobedecendo o que está recomendado no próprio pneu. Isto não deve ser feito de maneira alguma. Este procedimento protege pouco as rodas e em compensação diminui a área de contato dos pneus com o solo e mantem a temperatura dos pneus muito baixa, prejudicando a aderência.


Gostei(0) Não Gostei(0)

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 thoughts on “Pneus-Temperatura e Pressão

  • Miguel

    Estou na minha 4* Triumph Tiger nos últimos 22 anos. A calibragem recomendada sempre foi 38 na frente e 42 atras, procuro seguir a recomendação. Se pego estrada com areia ou terra ou chuva, 36 / 40 ou 38 atras
    Na Explorer, que tem a pressão dos pneus no painel, já vi na Dutra no verão marcar 41 no dianteiro e 47 no traseiro.
    A recomendação de 36/38 na frente e 38 / 40 na traseira, com bagagem que uso, é boa.
    Numa viagem longa, Sul do Brasil, Atacama, 4 lbs para 1 pessoa que não acelera fundo, não faz diferença.
    Mas não uso abaixo de 35 na frente e 38 atras
    Boa reportagem, sempre bem lembrado.