700 Km com a BMW S 1000 XR 2


700 Km com a BMW S 1000 XR

 

Já tínhamos feito a matéria da BMW S 1000 XR nos mínimos detalhes. Aliás é importante ler a matéria ” BMW S 1000 XR” andes de ler esta. Agora foi a vez de curti-la um fim de semana. A revenda Eurobike de São Paulo cedeu gentilmente a motocicleta. O tempo estava agradável e escolhi rodar pelos mais diversos tipos de estradas. Aproveitei para experimentar algumas coisas diferentes como por exemplo a posição do para-brisa! O vento faz muita diferença se estiver forte, fraco, contra ou a favor.

Com pouco vento preferi a bolha na posição baixa, principalmente nas estradas de montanha com muitas curvas, nesta posição você toma um pouco mais de vento mas não há nenhuma turbulência. A XR é derivada da S 1000 R que também fizemos a matéria e dá para perceber uma característica comum, ambas não gostam de ondulações no asfalto, torcem um pouco mas se estiver com as válvulas de compressão e retorno na posição Hard (ver matéria anterior) dá para manter o controle facilmente. No asfalto liso se comporta esplendidamente, não andei com ela na pista mas andei com a R e foi muito divertido, e confidente, além disso tinha um XR participando nas quinhentas milhas de Interlagos e o piloto estava virando ótimos tempos. Gosto de experimentar motos com vários tipos de pneus, mas com a XR não foi possível, todas que testei estavam com o mesmo tipo de pneu. Não há dúvida que a concorrente direta é a Ducati Multistrada, ambas tem suspensões semi – ativas com regulagem eletrônica e o comportamento dinâmico é bem parecido, as principais diferenças ficam por conta dos motores, quatro cilindros em linha na XR e dois cilindros em L na Ducati, o Shift assistant da XR , mecanismo eletrônico que permite a troca das marchas tanto para cima como para baixo sem o uso da embreagem, e nas reduções ela acerta o giro, nenhum tranco, e o design característico de cada uma.

No Riding Skils testamos a nova Ducati Multistrada mas sem suspensão semi – ativa, vamos aguardar a oportunidade de testar o modelo com esta configuração para fornecer ao leitor a diferença exata entre elas. Conclusão, esta categoria de motocicleta é interessante para quem tem apenas uma moto e gosta de pilotar, ela é boa no dia a dia, não transfere calor para o piloto, passa bem entre os carros, é confortável para viajar, com boa proteção de vento e espaço suficiente para bagagem, e você ainda pode participar de track days, até lap timer ela tem. Precisa mais???


Gostei(1) Não Gostei(0)

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 thoughts on “700 Km com a BMW S 1000 XR

  • Carlito

    Muito bom o artigo, só estranhei a expresão de que a moto não se dá bem em ondulações, por ter suspensão semi ativa esa, acreditei que a moto fosse se sair muito bem neste cenário de pista ondulada ou irregular… Estou buscando toda informação possivel pois estou analisando a troca da minha gs 800 adv por uma XR ou gs 1200 capturar informações . Como uso a moto no dia a dia e também para viajar estou bem na dúvida, da gs 1200 não me agrada o motor box com aqueles cilindros pra fora, na XR me agrada a esportividade, mas me preocupa a autonomia e também oo conforto em longas viagens…. Talvez a tenha que colocar a triump 1200 na análise tb…. Gostaria de uma análise desta motos em estrada de terra, não trilha mas as estradas normais macadame em velocidades moderadas.. Porque entre outras coisas gosto de fazer estes caminhos junto a natureza mas só de leve não sou preparado para trilhas mais pesadas..rss

    • Marcos Pedroso Autor

      Carlito, eu não escrevi que ela não gosta de ondulações por causa da suspensão semi ativa, a suspensão semi ativa é ótima, o que acontece é que tanto a XR quanto a S 1000 R balançam Um pouco nas ondulações quando se pilota rápido, inclusive as novas XR e R para 2017 virão com cinco cavalos a mais e uma maior capacidade de peso, e isso talvez contribua para aceitar melhor as ondulações. Motos, de um modo geral, quanto mais esportivas menos aceitam ondulações porque suas suspensões são calibradas para asfalto liso. Já a GS 1200 aceita qualquer desaforo, é muito fácil de pilotar além de ser muito rápida em curvas. Caso você opte pela XR, se quiser pegar um pouco de terra seria prudente colocar os pneus Pirelli Scorpion (leia a matéria no meu site), só que daí não recomendo participar de track day